Palavras // Poemas

Palavras // Poemas

Palavras // Poemas

Amor e poesias // Em Prosa E Versos 

Palavras Poemas De Amor

Carta que mudou minha vida

Quanto ódio em teu coração meu filho, jamais conseguira ser feliz com tanto rancor lhe atormentando a vida, o que passou já passou pra que seguir regando uma planta que não tem mais suas folhas não terá mais flores e nem terá mais frutos.

Filho não vale a pena cultivar este tipo de planta uma planta proibida a todos que sonham um dia encontrarem um pouco de felicidade.

O ódio e uma praga na vida de quem o cultivam não tranque teu coração com raízes desta praga não se torne como ele teu pai que por uma ma escolha fez da vida dele uma estrada onde só deixou para trás sofrimentos e ódio.

Esqueça o que passamos as dificuldades que enfrentamos para chegarmos ate aqui.
Não temos muito mais ontem não tínhamos nada e juntos mãe e filho conseguimos mudar o rumo de nossas vidas.
Filho não vivemos mais nas ruas temos nossa casinha humilde sim quando chove tem goteiras mais são tão pequenas que mal nos incomodam , eu tenho minha cama, não tenho um colchão macio um lençol colorido cheiroso um cobertor capaz de me aquecer pra valer mais já não sinto mais frio tenho uma cobertinha que me aquece e o mais importante comprada com meu dinheiro o nosso dinheiro, não temos uma mesa farta mais já não passamos mais fome. 

Filho quanto nossa vida mudou, vencemos a miséria e com isto passamos a uma vida de pobreza mais saímos da miséria e juntos podemos ir ainda mais longe nos afastar de vez de todo o nosso passado de tantos sofrimentos.

Nossa vida e uma historia meu filho que começou na miséria onde tanto eu como você fomos fragilizados pela força poderosa da falta de tudo principalmente esperanças e fé, falta de amor por nos.
.
Ontem passou, deixemos que ele continue no passado, hoje você e um jovem que vai completar amanha seus quinze anos, foram sofridos mais vencidos, pois deixamos as ruas e tudo de ruim que elas representaram para nos nestes longos anos de escuridão.
Hoje filho somos alguém temos um teto e seremos muito mais pois nos amamos e estamos juntos e juntos podemos quase tudo podemos continuar a ser feliz.

Guardo comigo esta carta, escrita por minha mãe e deixada sobre minha cama ao lado do presente de aniversario quando eu completava meus quinze anos.
Foram quinze anos cultivando revoltas com as lembranças que tinha de meu pai de sua covardia para conosco.

Filho das ruas nasci em um canto qualquer sobrevivi porque DEUS tinha uma missão para mim que era fortalecer minha mãe ajudando a se salvar de um caminho que ela não merecia estar, viver sobre os domínios dele, que e a miséria e todos os outros vícios que a acompanha.
Não vou contar agora a historia de vida de minha mãe quem sabe no futuro eu escreva um livro relatando tudo,agora conto um pouco da minha pois acordei com vontade de falar desabafar e assim sempre que meus olhos percorrem esta folha de papel passo a passo, palavras por palavras, de todos os presentes que já ganhei em minha vida esta carta foi o melhor de todos pois grossas a ela as palavras nela escritas eu mudei o tom de minha vida.
Tenho hoje vinte nove anos, sou um cidadão neste meu pais sou um vencedor, pois de onde eu vim só existem perdedores sou um dos poucos que conseguiram mudar o rumo da historia de nossas vidas, minha e de minha mãe, tenho guardado boas lembranças dela devo a ela o homem que hoje sou pois ela soube conduzir nosso destino o amor que sempre teve por mim deu a ela forças para mudar nossa historia.

Como sofreu minha mãe me lembro dos poucos anos em que meu pai se fazia presente em nossas vidas. Um ser sem sentimentos tomado pelo lado negro totalmente perdido no vicio fazia com minha mãe todo tipo de maldades mais a pior delas era quando ame assava agredir a mim teu próprio filho tudo pela necessidade que o vicio exigia de seu corpo.
Minha mãe era obrigada a trazer das ruas bebida, fumo ate outros tipos de drogas ele não se importava com a fome, pois ele só tinha sede.
Eu me lembro vagamente tinha meus quatro anos quando minha mãe deu o primeiro passo para mudar nosso destino.

Lugar miserável, vida miserável destino miserável amor doentio não quero isto, não quero nada disto mais em minha vida, me lembro dela chorando e extravasando todo sentimento de revolta eu estava a seu lado ouvi cada palavra cada frase e foi na quele exato momento que nossa vida deu o primeiro passo para novos tempos.

Lembro minha mãe me tomou nos braços chorando, filho não existe miséria maior que a que vivemos portanto teremos dias e noites parecidos mais creia filho jamais serão iguais porque aqui e agora eu lhe prometo vamos deixar as ruas.

Minha mãe cumpriu sua promessa saímos da cidade, não tínhamos nada não levamos nada tudo que não queríamos era o que tínhamos um passado ruim e que deixamos pra trais.
Foram dois longos dias na cabine de um caminhão, não foi fácil conseguir uma carona as pessoas se afastavam de nos, foi em um posto de gasolina que uma alma bondosa nos estendeu sua mão mais primeiro tivemos que tomar um bom banho trocar nossos trapos por roupas limpas, lembro destes momentos o nome do caminhoneiro jamais me esquecerei, pois foi a pessoa mais importante de nossas vidas, seu nome Rui.

Mulher não me custa nada lhe dar uma carona ao contrario será ótimo ter com quem conversar mais só lhe dou carona só levo você e teu filho se ambos tomarem um bom banho, me desculpe a franqueza senhora mais vocês fedem.

Não temos roupas limpas não temos nada só a necessidade de partir e muita fome.
Lembro das palavras dele para minha mãe, roupas tenho algumas que por esquecimento minha mulher deixou no caminhão acho que ate pro menino vamos encontrar alguma coisa que ele possa vestir, quanto a fome depois do banho terão o que comer.

DEU esta sempre disposto a ajudar a quele que queiram se levantar, a mão de DEUS estava ali na quele estranho que se propôs a nos ajudar e grassas a ele minha mãe teve seu primeiro trabalho e um teto um pequeno quarto nos fundos de um desses restaurantes de beira de estrada onde ficamos por dois meses, minha mãe conseguira trabalho grassas a pessoa do senhor Rui, ela trabalhava na cozinha tínhamos o que comer e estávamos felizes não estávamos mais nas ruas e nem passávamos mais fome isto era o começo de um novo tempo e era bom muito bom.
A vida reservava novos tempos para nos, era uma tarde de uma quinta feira quando um caminhão encostou do outro lado em frente ao restaurante era o caminhão do senhor Rui
Que estava ali para nos levar havia conseguido um bom trabalho para minha mãe na mesma fabrica que sua esposa trabalhava seguimos com ele rumo a novos tempos, mais e uma outra historia.
Guardo com muito carinho este presente que minha mãe me deixou como já falei foi o melhor presente que ganhei em toda a minha vida e sempre me recordo dela com todas as lembranças da quele tempo quando leio esta carta, me orgulho da mãe que tive e que perdi na minha mocidade quanto a meu pai nunca o tive.igite o texto aqui

Caro visitante grato pela visita Se gostou do que encontrou por favor curta e compartilhe outras pessoas podem também gostar.

Pequenas Histórias

 

Contando histórias  aqui eu Jorge Soares conto pequenos contos, pequenas histórias nada muito grande que desanime você de ler.

 


contador de visitas online

Criando Fazendo Arte

Artesanatos

Produtos Criativos um clik e vá a loja