Palavras // Poemas

Palavras // Poemas

Palavras // Poemas

Amor e poesias // Em Prosa E Versos 

Com Palavras

Não saber escrever corretamente não considero uma vergonha mais sim falta de conhecimento. Ter o conhecimento e não saber o que escrever não considero uma vergonha mais sim falta de inspiração. // Jorge Soares

Meu encontro com uma misteriosa mulher //

Contando Histórias

 

Minha história e de um tempo onde homens e mulheres eram de natureza selvagem , os fortes sobreviviam os fracos serviam para servir aos fortes e os fortes na sua maioria serviam os nobres, pois eles tinham o poder da vida e da morte. Eu não era nem um fraco e nem um forte mais sim um esperto que sobrevivia roubando os demais mais sempre evitando tirar dos poderosos, pois eles podiam pagar pela minha cabeça.

 

Não me lembro de minha família e na verdade nem sei se um dia tive uma, se tive fui abandonado por ela mais isto não vem ao caso, pois minha história não e sobre min e minha família mais sim sobre uma mulher que surgiu em meu caminho quando andava pelo deserto indo de uma cidade pra outra, pois minha vida era fazer isso, aprontava aqui, aprontava ali este era o tipo de vida que vivia. Na quele dia eu tinha me aventurado em uma façanha que fugia por completo de minha maneira de atuar, roubei na casa de um dos comerciante mais ricos do vilarejo, isto era algo que nunca tinha feito, pois sabia que poderia ter perigoso mais por um motivo qualquer senti vontade de aceitar o desafio.

 

Eu vivia de pequenos furtos, nunca tirei da queles que tão pouco tinham mais tirava da queles que tinham o bastante para gastarem em tavernas com bebidas e mulheres e foi em uma dessas tavernas que fiquei sabendo de um comerciante indi eirado que de tão obcecado por dinheiro evitava de gastar pra não diminuir sua fortuna.

 

Ouvi um comentário entra um pequeno grupo de amigos cujo um deles trabalhou por um tempo pra esse comerciante e estava contando pros amigos que uma tarde quando o patrão chegou em casa depois de um longo dia de trabalho com uma pequena caixa na mão, curioso sem que o patrão o visse o acompanhou ate seu quarto e viu quando ele abriu a porta de um pequeno móvel que tinha na cabeceira de sua cama e da pequena caixa tirou algumas moedas , pegou um grande pote de dentro do tal móvel e colocou sobre a cama, notou o esforço que o patrão fez para colocar o pote sobre a cama e depois dentro dele colocou varias moedas das vendas feitas no seu comercio na quele dia e tornou a voltar com tau bau pra dentro do móvel.

 

Ouvi tora conversa e depois de tudo que ouvi veio o desejo de visitar tal comerciante, lutei por algumas horas contra tal ideia mais a ideia foi mais forte que o bom censo, por alguns dias fiquei vigiando os passos de tal comerciante, hora que saia de casa, hora que voltava pra casa, procurei saber quantos empregados tinha na casa, isso fiquei sabendo pagando algumas dose de bebidas pro homem que contou a historia o eis empregado do comerciante. Com todas as informações que precisava escolhi o dia quando notei que uma das empregadas saiu da casa, eu sabia que só trabalhavam na casa duas empregada uma que cuidava da casa e uma outra que cozinhava a que cuidava da casa era quem levava pro patrão seu alimento pra que ele não precisasse fechar a loja para se alimentar foi ai que entrei e fui ate ao quarto onde tinha o tal móvel abri sua porta e logo vi tau pote o peguei e pus sobre a cama e quando o abri meus olhos se depararam com tantas moedas que por um pequeno tempo fiquei sem ação.

 

Não podia levar tudo por conta do peso separei um pouco da quelas moedas e enchi dois pequenos sacos que tinha levado comigo sacos esses apropriados para o peso das moedas, sacos que eu havia roubado de um feirante dias anteriores. Fiz tudo bem rápido antes que a empregada voltasse da loja do patrão e para que o patrão não culpasse a pobre da empregada pelo furto de suas moedas deixei um pedaço de minha roupa como sinal de que alguém tinha furtado suas moedas mais que não era nenhuma de suas empregadas. Eu sabia que ao saber que fora roubado ele iria acionar todo vilarejo para encontrar tal criminoso e isso eles gostavam, pois para um lugar que não acontecia nada a não ser brigas de bêbados por conta de bebidas um roubo fazia com que toda cidade se movimentasse a procura do ladão.

 

Sabendo disso eu precisava me distanciar ao máximo do vilarejo antes que o roubo fosse descoberto e o alarme fosse dado e escolhi o deserto que não era assim tão grande mais que as pessoas evitavam seguir por ele por conta de narrativas de alguns viajantes que tiveram serias dificuldades ao passar por aquele lugar, falavam de uma mulher misteriosa que carregava em seu ombro um filhote de dragão e em sua cintura uma faca afiada. Cabelos claros olhos esverdeados seus traços faciais não demonstravam cordialidade, sempre sozinha a não ser a companhia do filhote de dragão, mais os mesmos que narrarão tais fatos acreditavam que ela tinha a proteção dos pais de tal filhote e por conta desse pensamento todos temiam tal mulher, que só permetia a passagem mediante uma parte do que levavam.

 

Eu não acreditava nas historias contadas por anda rinos como eu somos criadores de histórias por conta disso não pensei duas vezes na hora de escolher por onde fugir e me aventurei por aquele deserto. Tinha um cantil dos maiores cheio de água que economizando daria pra atravessar todo a quele lugar ate o . Caminhei durante todo o restante da quele dia e quando a noite começou a escurecer procurei um lugar segura para dormir, no clarear do dia tomei um pouco da quela água e comi um pedaço de pão e me pus a caminhar novamente, pelos meus caculos teria que andar uns dois dias a mais. Costumado a andar distancias não me intimidavam o que estava dificultando um pouco era o peso de tais moedas, mais o sacrifício valia a pena pensei teria dinheiro pra gastar por um bom tempo e de repente ate compraria uma casinha o que tinha tirado do pote dava pra isso.

 

Envolvido em meu pensamentos não notei que estava sendo seguido s´o me dei conta quando ouvi por traz de mim um ruido estranho, forte bem agudo que olhei pra traz ai descobri que as histórias que tinha ouvido por alguns viajantes que se aventuraram por aquele deserto contaram eram verdadeiras. Meus olhos se depararam com a figura de uma mulher de sembrante serio, olhos penetrantes, longos cabelos loiros e em seu ombro um filhote de dragão em sua cintura uma longa faca. Não me movi e esperei que chegasse ate a mim e falace o que queria de mim, suas palavras foram a metade de tudo que tem me pertence, argumentei tentando salvar meu dinheiro, mais eu só tenho pão e água o suficiente pra atravessar o restante do deserto, pois bem metade do pão e metade da água são minhas e mais a metade das moedas que foram o teu motivo de escolher passar por aqui também me pertencem.

 

Curioso perguntei como sabe do dinheiro, ela me respondeu eu sei da vida de todos que me rodeiam, sia de tudo que acontece nesses vilarejos em torno desse deserto, mais como e possível saber de algo que fiz às escondidas, ela me disse tenho olhos que enxergam por mim além de poder ler as mentes de todos que estiverem próximos de mim e você pensou vou enganar essa mulher vou dizer a ela que só tenho pão e água. E assim o que não acreditei ser verdade me foi revelado diante de meus olhos, ali estava ela uma mulher misteriosa capaz de ler mentes que não aceitava negociação, determinante que levou a metade de tudo que tinha só não levou a metade de minha vida ainda bem. Depois da aparição de tal mulher me senti mais leve, pois perdi a metade do peso que carregava e pensei agora sou mais um pra contar uma história que ninguém acredita o meu encontro com uma mulher misteriosa que lé nossa mente e que nos toma a metade de tudo.


 

Jorge Soares


 

gallery/fate4

Um jovem Deus e suas fadas

Contando Histórias


 

Às vezes deixo meu imaginário fluir e em seu delírio se faz criar em pensamento imagens, criaturas irreais que me conduz em suas próprias histórias. Foi como se o universo se cobrisse no seu total com um imenso manto azul com grandes montanhas em tons empardecidos e dentro deste senário uma figura de um jovem de cor dourada com um longo e eterno manto azul que alongava seu corpo ao infinito.

 

Entre seus braços em forma de um abraço do céu se abriu um circulo de onde saia um longo fio dourado em direção a terra a luz que saia da quela circulo que se fez no céu descia direto sobre uma imensa folha de pranta nativa em forma de circulo entre um imenço campo de prantas aquaticas. Foi assim que comesouse a desenrolar tal história, primeiro veio a imagem do céu depois a do jovem dourado com seu manto infinito, tal jovem provavelmente um Deus assim imaginei um Deus das fadas brilhantes, sim fadas que iam se multipricando a cada movimento que seus braços fasia com aquele circulo em forma de uma peneira ou não, pois mais parecia um conta gotas imenço que deramava sobre a quela enorme folha seu liqudi doirado que parecia um longo fio em ouro. A cada movimento uma nova fada surgia e elas pareciam felizes em estar ali sobre a quela imensa folha.

 

Que criaturas eram aquelas pencei, qual seria o proposito delas serem libertadas caindo do céu, quantas viriam a cair sobre a quela folha não tinham peso, pois mesmo sendo muitas não fasiam peso sobre a quela imença folha, então dedusir que elas não pusuem um corpo são feitas de luzes as mesmas luzes que caia do céu sobre a quela folha.

 

A alegria que demostravam eu diria que estavam felizes por estarem ali, pencei por que motivo o Deus Jovem libertou sobre a terra suas criaturas em forma de luz, seria pra nossa proteção, pra colocar luz a onde tiver escuridão, pra envadir nossos corações com a força que vinha direto de seu coração força essa para libertar os homens da escuridão de suas almas iluminando nosso espirito. Não, não sei o que representa tal visão, não sei qual o proposito das fadas de luz sobre a quela folha imença dentro da quele imenso lago cercada por completo por todas as quelas prantas aquaticas só sei o que meus olhos veem e imagino o que quero sem me preocupara em saber se e verdade o que imagino ou o que eu imagino não significa nada, nada da quilo que imagino ver.

 

Meio confuso meu raciocinio eu sei, mais o que vejo ou imagino ver tambem e confuso interpretar o significado de tudo que vejo o céu, o jovem com seu corpo dentro de um manto que não tem fim esticase pelo infinito, sua cor doirada o circulo de luz que saem de entre seus braços e se transforma em um longo fio de luz cor de ouro que se direciona pra beixo em direção a uma imensa folha aquatica e sobre ela este raio de luz faz surgir uma pequena e alegre fada e este raio de luz a cada movimento feito pelo jovem deus outra fada serge e assim vão nascendo as fadinhas todas cheias de alegrias sobre o olhar sereno do jovem Deus doirado como suas proprias fadinhas.

 

Não conseguir saber o proposito de minha visão, não sei se realmente vi ou se não passou de um sonho que me deixou com a censassão de ter tido uma visão, não vi o momento em que tudo teve um fim, fechei os olhos e quando abri nada mais eu vi o senario era outro o senario de minha realidade, eu acordei de uma noite de bebedeiras, longe de minha casa de minha cama deitado em uma calsada suja com uma resaca que doia todo o corpo e ainda mais a cabeça ai pencei talvez não tenha sido um Deus em meu sonho mais sim um anjo que Deus enviou a mim com suas fadas que brilhavam a luz para iluminar meu espirito tão infraquecido pela quantidade de alcoall que colocara em meu corpo, uma quantidade que poderia espulsar o espirito de meu corpo esfaziando-o libertando sua alma me trasendo a morte.

 

O quanto bebi daria pra roubar minha vida mais graças a quelas fadinhas que repos toda a energia perdida eu abri meu olhos e vi a minha realidade do momento me apaguei de bebado e acordei com uma ressaca tão grande e em duvida sonhei ou realmente tive tal visão que foi quem me salvou da desncarnação repondo toda energia de volta em meu coração.

 

Jorge Soares 


 


 

gallery/_26[1] (2)

O mal que me persegue em meus pensamentos

 

Como exorcizar estes demônios que habitam dentro de mim, sim demônios, pois invadem meu corpo na forma de pensamentos, me atormentam com imagens ruins. Detesto estes momentos que não condizem com o meu eu, mais como me livrar de algo de tamanho poder, que não respeita o que sou hoje ( uma pessoa do bem ), não gosto do que vejo dentro de meus pensamentos, me envergonho ate de pensar em Deus, pois me sinto tão sujo, imundo pra elevar uma mente tão suja ao divino criador.

 

Sou inocente dentro deste pensar, mais me sinto culpado por não ter forças pra combater algo tão nocivo que só me envergonha. Quantas maldades me são sugeridas em forma de pensamentos, quantas sujeiras me são ofertadas dentro destes pensamentos, ignaro, sim ignoro, mais meu ignorar não me aliviam da grandiosa culpa que sinto por carregar tamanho negativismo dentro de mim..

Não tenho respostas pra tantas perguntas, perguntas que me perguntam, perguntam pro meu eu, por que sou assim, tão bom de coração e tão imundo de pensamentos, por que toda esta sujeira me persegue nestes tempos de uma vida onde o coração e bondoso. caridoso e procura sempre ser justo quando e dele a decisão a tomar.

 

Me quebro dentro destes momentos e forço os pensamentos e tento com minhas mãos invadir estes tormentos os arrancando de mim, cravando minhas unhas sobre esta doença da alma que habita nos pensamentos e me inferniza em tantos momentos, desrespeitando minhas vontades.

 

Me sinto tão imundo, meu desejo nestes momentos e de me esconder, mais sei que diante do olhar da força divina, não existe onde se ocultar, toda sujeira e revelada e todas as atitudes são cobradas, me sinto um condenado mesmo não desejando de coração sou devedor por sugestão, os pensamentos me levam ao julgamento e me sinto que sou cobrado, pois tudo em minha vida e movido a sofrimentos, todos os pensamentos positivos são quebrados , abafados pelas forças negativas que me perseguem e afastam de meus caminhos tudo que desejo de bom.

 

Minha vida, esta vida nesta existência, tenho sofrido, tantos sofrimentos distintos, sofro a humilhação de ter que me sujeitar as insinuações de meus pensamentos, lutar contra elas , vejo meus pensamentos positivos serem eliminados pelas forças negativas que são tão fortes no meu dia a dia.

O que fazer se os pensamentos negativos são tão fortes dentro de mim, e tentam me conduzir por caminhos já vividos em tempos passados, me sinto um condenado, pois esta força e atuante tenta a todo momento me conduzir e eu consciente, sofro este ascídio mais não me entrego, pois nada disto que me e sugerido quero pra mim.

 

Jorge Soares

gallery/a3eb1f3a40e7de9eeeddd7d8f4b5c886

Conhecimento // Imaginação

 

Não saber escrever corretamente não considero uma vergonha mais sim falta de conhecimento. Ter o conhecimento e não saber o que escrever não considero uma vergonha mais sim falta de inspiração.

 

-O conhecimento não torna o conhecedor senhor das palavras, pois as palavras surgem com a inspiração coisas da alma e nem toda alma atingiu um gral de conhecimento que a permite ter este dom em sua áurea. A evolução do espírito se faz através dos tempos, das passagens pela vida material onde cada vida uma historia cada historia de vida um aprendizado. Todas as almas são capazes de adquirir, absolver conhecimentos e tais conhecimentos depois de adquiridos tornasse parte da que lá alma e não importa que tipo de vida tenha escolhido viver, por quais caminhos escolheu trilhar o conhecimento adquirido esta sempre com ela.


 

Somos livres pras nossas escolhas e assim escolhemos como desejamos viver em cada passagem de vida nossa neste mundo de matérias e muitos espíritos escolhem viver grandes dificuldades, passar por terríveis infortúnios na intenção de se livrar mais rápido de suas imperfeições, de suas culpas de seu carma negativo.

 

Parece um pensamento sem lógica, mais revelações espirituais explicam tal atitude do espírito em sua escolha por viver grandes infortúnios. O desejo de se redimir de sua culpa, de se livrar de toda sua imperfeição espiritual, leva o espírito escolher o caminho que quer levar sua alma a percorrer, sua alma e sua imperfeição e muitos deles tem pressa e escolhem os piores caminhos onde o sofrimento do corpo e o escolhido, outro escolhem a riqueza um dos piores caminhos, onde a maioria das almas se perdem ao absolverem todo o lado negativo que a riqueza tem de mais forte o poder de interferir e ate destruir vidas.

 

Assim seguimos através dos tempos, todo conhecimento adquirido nos pertence e não importa que tipo de vida escolhemos viver nosso conhecimento adquirido esta conosco e se manifestara não de forma real mais dará sinal de sua existência por mais ignorantes que estivermos teremos um dom pra uma coisa qualquer.

 

O porque da inteligência de uns diante da ignorância de outros, quantos no mundo de hoje com muito estudo muito conhecimento mais sem iniciativa sem a devida inteligência pra fazer bom uso de todo o conhecimento em quanto outros praticamente ignorantes de conhecimentos mais repletos de sabedoria prosperam e fazem a diferença.


 

O que hoje vive uma vida longe de todo o acesso ao conhecimento, ontem em um outro tempo outra historia de vida era um sábio e conhecedor dos caminhos da sabedoria e hoje embora vivendo na pobreza longe de uma boa educação e sábio por natureza, herança de outras vidas.

 

Nenhuma criatura nasce mais inteligente que a outra, toda inteligência tem que ser adquirida, tem que ser trabalhada e por escolher viver uma determinada vida não quer dizer que terá que ser ignorante nesta vida escolhida.

 Eu não sou uma criatura letrada, não escrevo corretamente, faço uso de algumas palavras quase sem conhecimento, mais tenho dentro de mim uma fome uma cede que domina todo o meu ser, pois deito e acordo já pensando em escrever.

 

Sei que nesta minha vida vim pra dar um tempo descansar minha mente dos livros e das escritas, dos livros consegui minha intenção, pois não tenho gosto pela leitura mais da escrita não conseguir, esta fundida em mim não há como dela me livrar, escrever e mais que um vicio e o que me da mais prazer não consigo imaginar minha vida sem o ato do escrever.

 

Eu digo não saber escrever corretamente não considero uma vergonha mais sim falta de lembranças de conhecimentos devido ao meu esquecimento mais tenho tudo em mim.


 

JORGE SOARES


 

Caro visitante grato pela visita Se gostou do que encontrou por favor curta e compartilhe outras pessoas podem também gostar.

 

Palavras // Poemas

Pequenas Histórias

 

Contando histórias  aqui eu Jorge Soares conto pequenos contos, pequenas histórias nada muito grande que desanime você de ler.

 

gallery/640x955_12622_mother_of_dragons_2d_fantasy_girl_woman_dragon_portrait_picture_image_digital_art

contador de visitas online

Criando Fazendo Arte

Artesanatos

Minhas Frases

Tenho carinho por ti sentimento verdadeiro mais por traz deste carinho um amor que guardo em segredo.”

 

 

“ Quem dera padecemos viver uma vida de sonhos e sonhar só com bons momentos, sonhar e só o que podemos.”

 

 

“ Sonhamos com novos tempos de paz e prosperidade, pois os dias que hoje vivemos nada disso nos trazem.”

 

 

“ Quanta saudades deixastes em minha vida quando se foi mais tenho esperanças de que ainda voltas pra mim.”

 

 

“ Desejei tanto conquistar teu coração, envolve lo com amor, mais quando cheguei ate ele só encontrei ingratidão.”

 

 

“Foram dias, foram noites que passei a teu lado cuidando de ti agora que preciso de teus cuidados sou eu e não estais aqui.”

 

 

“ Com carinho e muito amor, amor de irmão lhe digo de coração gosto de mais de você e jamais a faria sofrer.”

 

 

“ Ainda sonho viver dias melhores esquecer o que me afrige que tanto me faz sofrer.”

 

 

“ Tanto sofrimento carrego em meu corpo perdi o prazer de viver não tenho alegria minha vida e sofrer.”

 

 

“ Olhei dentro de teus olhos e neles eu me vi sendo ignorado no meu proposito de ser amado por ti.”

 

 

“ Tantas promessas lhe fiz sem intenção de cumprir hoje aguardo tua promessa mais sei que não vais vim.”

 

 

“ Por razões de outros compromissos não pude lhe ver peço que me desculpe saudades de você.”


 

gallery/09796e2600c0cfe88c110cbfeee8ce77

i

Bons foram os tempos de mocidade, hoje na meia idade os tempos são outros carregados de limitações.”

 

 

“ Um aperto de mão muito pode significar, pois por ser por amizade, por conhecer, por educação.”

 

 

“ Beijos tantos são os beijos que são dados por tantos no dia a dia mais poucos são os que tocam o coração.”

 

 

“ O tempo e senhor de todos os momentos, aproveite bem teu tempo."

 

 

“ Criamos nosso próprio inferno e sofremos dentro dele, nossas atitudes, nossa mas escolhas, por ganancia, ódio ou inveja determinam nosso inferno”

 

 

“ Quando sentimos tristeza em nosso coração o melhor dos remédios e Oração, orar e o caminho pra tira toda tristeza de nosso coração.”


 

“ Palavras ditas a alguém em momento de raiva podem alimentar ainda mais tal raiva."

 

 

“ Viver fugindo da realidade e enganar a si mesmo, pois não tem como mudar depois do feito.”

 

 

“ O arrependimento e um bom sinal, pedir perdão reforça o arrependimento.”

 

 

“ A inveja e um caminho sem volta, pois que a possui dela se faz uma criatura ma.”

 

 

“ O egoismo e um mal que mais faz mal pra quem usa dele. “

 

 

“ Aquele que nunca te esquece que vive por você este alguém sou eu que estou sempre presente mais você nunca me enxergou.”

 

 

“ Não sei se lhe falei do meu amor, um amor tão sofrido não correspondido meu amor por você.”

 

 

“ Passei minha vida a procurar por um amor e quando encontrei só eu quem amei continuo sozinho.”

 

 

“ Não me queira mau por lhe querer bem, por querer estar sempre perto de você, cuidar de ti.”

 

 

“ Não me arrependo do que fiz no passado, só me arrependo do que deixei de fazer por covardia.”

 

 

 

“ Por todos os nossos bons momentos sinto saudades, me esqueci dos maus momentos, só procuro lembrar os bons momentos.”

 

 

“ Minha vingança por tudo que me fizestes passar e lhe dando o desprezo quando vier me procurar.”

 

 

“ Tenho caminhado por caminhos perigosos onde o ódio e senhor de meus momentos.”

 

 

“ Quero paz da um tempo pro meu coração tão sofrido, respirar serenidade sentir felicidade ser feliz. “]