Palavras // Poemas

Amor e Poesias // Em Prosa E versos 
gallery/pict01
gallery/pict01
Palavras // Poemas

Amor e poesias // Em Prosa E Versos 

Palavras // Poemas

gallery/11[1] (2)

  Amigos de

Infância

 

 A tarde cai, os raios do sol

  vão aos pouco perdendo

o brilho e mais um dia que

esta tendo seu fim. De onde

estou aqui décima desta arvore escondido entre suas folhas com o corpo encostado a seu tronco e as pernas suspensas entre seus galhos, contemplo a bela visão que e o entardecer.

 

O efeito, o contraste da luz do sol sendo tomado aos pouco pela falta de luz produz sobre os elementos a baixo do Céu, um cenário divinamente lindo.

Estou quase sempre aqui as tardes, me sinto fascinado com este lugar ele me  conduz em pensamentos  a lembranças de um passado de minha vida que vivi aqui neste lugar me banhando nestas águas.

 

Gosto de voltar em minhas lembranças a que lês tempos de minha juventude, quando todas as tardes  depois do colégio vínhamos todos nos banhar nestas águas.

Éramos dez  amigos sete garotas e três garotos, amigos estes que a muito não os vejo, pois cada um seguiu seu destino e somente eu continuei vivendo por aqui e alimentando alguns dos meus sonhos dos tempos de criança.

 

 Todos os meus amigos se formaram e partiram pras grandes cidades, a maioria nunca mais voltou aqui, pois suas famílias se mudaram, somente três deles não se esqueceram de mim e nem  deste lugar magnífico e dos mergulhos nestas águas.

 

 Uma desses amigos uma amiga  --  Fabiana -  Fabiana foi minha paixão de garoto, eu era apaixonado por ela e confesso ainda o sou.

 

  Tantos anos se passaram  e eu não consegui ocupar este lugar em meu coração com um outro amor, estou sempre voltando aqui quase todas as tardes para alimentar este sentimento que me escraviza e me tira todas as oportunidades de viver realmente um grande amor.

Foi aqui que passei o melhor tempo de minha vida, foi nestas águas que experimentei o único beijo que roubei em um momento de distração dela.

 

 Aqui  neste lugar comecei a experimentar a força deste sentimento amor.  ---  Ela linda  menina, fascinava meus olhos de menino e fazia meu coração agir de maneira estranha, e minha mente manter sempre presente sua imagem e o desejo de estar sempre perto dela.

 

 Longos anos se passarão e esta chama continua viva dentro de mim, estou sempre aqui sentado ao mesmo galho, na mesma arvore que continua majestosa como antes, e como se ela a arvore se tornasse cúmplice destes meus tantos anos de longa espere.

 

 Ter noticia dela acalenta meu coração e alimenta minha esperança de que ela ainda voltara a pisar neste chão, saber que continua solteira fortalece o meu desejo de que ainda estarei com ela  sentado abaixo desta arvore e nos banhando neste rio, pode ser só um sonho alimentado todos estes longos anos de espera por todo este cenário, mais eu acredito e aguardo sua presença.

 

------- Sou assim um coração carregado desta força

------- Que controla minha vida e se faz meu destino

------- Vivo aqui neste lugar como se fosse  minha prisão

------- Sou um condenado a ti amar este amor sem propósito

------- Onde sobrevive de desejos e sonhos e longa espera

-------  Que esta somente sendo alimentado por mim

------- Vivo nesta espera de noticias tuas

------- Noticias que alimentam esta força que controla minha vida

------- Este amor doentio, por alguém do meu passado.

------- Do tempo de menino que se encantou por ti menina

------- E fez desse encantamento um forte sentimento de amor.

 

   Este e o meu mundo, um mundo que me conduz ao passado seja olhando pra qualquer lado o que vejo, eu e você, minhas lembranças estão guardadas aqui neste lugar, minha vida e meus sonhos pertencem a este lugar e aqui que todas as tardes eu renovo minhas esperanças com as boas lembranças dos tempos em que eu era somente um menino.

 

Jorge Soares